Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

Desafio Trinta Dias de Escrita|"A minha tília"

João-Afonso Machado, 03.10.21

TILIA3.jpg

Esfacelada em gumes morreu

e sua ossada o granito por respeito poupou.

(Morta viva, o muro hirto…)

Antepassada! Teu madeiro pereceu no vento

que o tombou, corpo roído de podridão,

 

sustento de uma e outra geração.

Ser partido no tempo frondoso

aos tantos netos sombroso.

 

Anos sem conta esquecido na escuridão

até ao dia de tempestade, velho tronco

de musgo por enquanto

poisado na pedra, musgo que já não medra,

 

velho tronco, Deus há de te guardar em memória

da imensa vastidão

 

de todos os mortos em glória,

dos mais vindouros de quem é a história

e de mim, árvore, musgo, tília

dos meus tesouros

eterna mobília.

 

 

(Publicado no Desafio 30 Dias de escrita - https://rainyday.blogs.sapo.pt/tag/desafio30diasdeescrita)

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.