Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

"O vitelo"

João-Afonso Machado, 23.12.21

BEZERRO.jpg

Ouvi o adeus de uma voz sem som

como os olhos de um rótulo enganoso

no corpo sem ossos e casca de bom,

 

- bonzinho, repleto de beijos que há de receber

dengoso

 

a mamar na teta lamurienta

já despojada de haver

de uma vaca ferrugenta,

 

senhor e escravo dos seus desejos,

caprichos

 

- estes, outros, sangue, percevejos,

carne, peixe, mais bichos,

uma novilha um dia,

sorri, tenta

mas não a avia

 

e argumenta qualquer fantasia na morte lenta,

de tão torpe vida – o rumo final

o seu mal, fim e fumo, abrevia.

 

9 comentários

Comentar post