Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

FUGAS DO MEU TINTEIRO

Imagens e palavras de um mundo onde há menos gente

"Soneto da giesta"

João-Afonso Machado, 08.05.21

IMG_4287.JPG

Vamos primavera, vamos em festa,

Encanto do sol nosso, meu nascente,

E vivamos de alma sempre presente,

Mil pés e outros mil, de tanta giesta.

 

Abre-te primavera, anda, sê lesta,

Sol a crescer, estrela e luz dolente,

Deixa vincos, deixa vida – mas sente

A tua marca neste mundo, a tua gesta.

 

Sorri, por fim, primavera descansa:

Virão tempos, tempestades, desgraças,

E depois a vida que vem e avança

 

Em ruas e vilas, na nudez das praças,

Flores do campo, amarelos em trança,

Giesta aos molhos as portas abraças.

 

 

 

21 comentários

Comentar post